Pteridófitas

    Inaugurada em 2007, a coleção de Pteridófitas é resultado do Prêmio para Projetos Educacionais – Modelos nos Jardins Botânicos Brasileiros “Educação para Conservação de Espécies Nativas”, promovido pelo Programa Investindo na Natureza no Brasil.

    O Programa foi resultado da parceria internacional do HSBC, BGCI (Botanic Gardens Conservation International), Earthwatch e WWF (Worldwide Fund for Nature) e da parceria nacional da Rede Brasileira de Jardins Botânicos e do Instituto de Pesquisas do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

    O Jardim Botânico Municipal de Bauru conquistou esse prêmio em 2006, com o Projeto Pteridophyta: Educação e Conservação – uma Proposta do Jardim Botânico Municipal de Bauru, que tinha como objetivo a construção de um recinto para abrigar uma coleção de pteridófitas e a realização de um projeto educativo para a comunidade.

    A coleção de pteridófitas é composta por exemplares coletados em áreas naturais de Bauru e outras regiões do estado de São Paulo. Encontra-se em um recinto que proporciona aos visitantes conhecimento e divulgação sobre riqueza biológica deste importante grupo vegetal.

    As pteridófitas são um grupo muito diverso, sendo as mais conhecidas chamadas popularmente de samambaias. É um grupo muito diverso que ocorre, em geral, em locais úmidos por todo o mundo. Existem há aproximadamente 360 milhões de anos, muito antes dos primeiros dinossauros. Foi o primeiro grupo de plantas a conquistar o ambiente terrestre.

Visita à coleção
Visita à coleção
Aspersão de água nas pteridófitas
Aspersão de água nas pteridófitas
Aspersão de água
Aspersão de água
Interior da coleção
Interior da coleção
Coleção de samambaias
Coleção de samambaias
Cochlidium punctatum
Cochlidium punctatum
Anemia phyllitidis
Anemia phyllitidis
Neoblechnum sp
Neoblechnum sp
Cyathea delgadii
Cyathea delgadii